Em 13 de setembro de 1987 o Brasil vivia o maior pesadelo radioativo de sua história.

Em 13 de setembro de 1987 o Brasil vivia um dia singular. Conhecido popularmente como o ‘Acidente do Césio 137’, nesta data o país enfrentou o maior acidente radioativo de sua história, classificado na escala internacional de medição de acidentes radioativos como nível 5, em uma variável que vai até 7. Na ocasião, uma cápsula radioativa foi encontrada em uma clínica abandonada no centro de Goiânia-GO, aberta e passada adiante por trabalhadores catadores de ferro-velho. Quatro pessoas morreram imediatamente devido ao alto índice de radiação que receberam, entre elas uma criança de quatro anos. Em 2012, a Associação das Vítimas do Césio 137 estimava que pelo menos 104 pessoas haviam morrido vítimas em decorrência da contaminação radioativa.

Deixe um comentário